Nas eleições de 2014

Diretor diz que JBS reservou R$ 1 mi para Kátia Abreu, mas Renan e aliados ficaram com dinheiro

O diretor de Relações Institucionais da Holding J&F, Ricardo Saud, afirmou que a empresa reservou R$ 1 milhão para senadora Kátia Abreu (PMDB) nas eleições de 2014. Contudo, disse Saud em delação premiada à Operação Lava Jato, Kátia não viu nenhum centavo porque um grupo de senadores do PMDB, entre eles Renan Calheiros (AL), abocanhou todo o dinheiro.

Conforme o delator, o PT usou dinheiro da JBS para comprar apoio de senadores do PMDB na eleição presidencial de 2014. Saud contou aos procuradores da Lava Jato que um grupo de parlamentares estaria ameaçando dar apoio ao então candidato Aécio Neves (PMDB-MG). Nesse grupo, de acordo com o executivo, estaria Eduardo Braga, Vital do Rego, Jader Barbalho, Eunício Oliveira, Renan Calheiros e a tocantinense Kátia Abreu.

"O PT agiu rápido e mandou que a gente pegasse dinheiro da propina deles, dos R$ 300 milhões que estavam disponíveis na campanha”, contou Saud. Para a operação, de acordo com o delator teriam sido utilizados R$ 35 milhões.

"Eduardo Braga, Vital do Rego, Jader Barbalho, Eunício Oliveira, Renan Calheiros e tinha R$ 1 milhão para a Kátia Abreu, mas esse R$ 1 milhão a Kátia nunca recebeu. Ficou tudo para eles lá”, contou o executivo na delação.

Saud conta que era chamado pelo grupo para dar orientação. "Eu ia e 'oh faz isso hoje, faz aquilo e tal'. Tudo é propina, tudo dissimulado em forma de doação oficial, notas fiscais e dinheiro vivo”, ressaltou o executivo.

Sem indícios de rebeldia
Em 2014, contudo, Kátia ocupava a presidência da Confederação Nacional da Agricultura (CNA) e já estava bem próxima da então presidente Dilma Rousseff, de quem se tornaria ministra da Agricultura a partir de 2015.

Não houve na época nenhum indício de que a senadora teria se rebelado e ameaçado apoiar Aécio.

Clique aqui e assista a seguir o vídeo em que o executivo Ricardo Saud, da JBS, fala sobre o episódio, que está a partir do minuto 55.

Leia por assunto:

Comentários
Cleber Toledo

É jornalista desde 1992, com passagens por jornais em Paraná, São Paulo e Tocantins. Fundador do site Cleber Toledo.
ct@clebertoledo.com.br
(Foto CT: Ademir dos Anjos)

Publicidade