09/02/14 22h36 10/02/14 11h15

Cleyton Maia, um filho e um amigo morrem na queda de avião; Adjair de Lima e o filho embarcariam para Pedro Afonso com eles

Equipe da Infraero vai periciar os destroços da aeronave nesta segunda-feira; corpos serão sepultados em Porto Nacional
Raimunda Carvalho
Da Redação

O ex-prefeito de Ponte Alta do Tocantins Cleyton Maia, 51 anos, o filho dele, Cleyton Maia Barros Filho, o Cleytinho Maia, 24 anos, e um amigo da família, e o soldado do Corpo de Bombeiros de Brasília, Luis Augusto Aragão Feitosa, 23 anos, morreram em acidente aéreo neste domingo, 9, numa chácara próxima de Taquaralto. O monomotor Cessna 210, prefixo PT-OMX, que caiu por volta das 10 horas, está em nome de Cleytinho Maia.

Após a queda, os Bombeiros fizeram buscas pelo local e, para isso, até um helicóptero da Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP) sobrevoou a área. Contudo, somente à tarde foi possível localizar o avião, numa área fechada de difícil acesso. 

O Corpo de Bombeiros informou ainda que foi um vaqueiro quem encontrou os destroços da aeronave. Segundo informações dele, a região tem um relevo bastante acidentado e com muitas pedras.

Após a varredura da área, conforme a corporação, ficou constatado que não há mais nenhuma vítima nas proximidades de Taquaralto.

Conforme a Infraero, o plano de voo não tinha sido informado ao Aeroporto de Palmas. Uma equipe do órgão vai periciar os destroços nesta segunda-feira, 10.

Foto: Divulgação
Destroços do monomotor Cessana 210, prefixo PT-OMX, que caiu neste domingo em Taquaralto
A polícia confirmou que a aeronave saiu de Porto Nacional e seguia para Pedro Afonso.

O ex-governador Marcelo Miranda (PMDB) desmentiu que o ex-secretário de Finanças de Palmas Adjair de Lima e o filho, Beto Lima, estavam na aeronave.

“Eles [as vítimas] estavam indo para o aniversário do ex-prefeito de Pedro Afonso, Tom Belermindo. O Adjair o seu filho estavam no aeroporto de Palmas esperando por eles, mas o avião caiu antes”, contou o ex-governador, acrescentando que até o momento as causas ainda não são conhecidas.

O vereador Lúcio Campelo (PR), informou há pouco que os corpos já foram retirados de entre os destroços e encaminhados para o Instituto Médico Legal de Palmas (IML). A terceira vítima, segundo o parlamentar, foi Luis Augusto Feitosa, pertencia aos quadros do Corpo de Bombeiros de Brasília e era amigo do ex-prefeito.

Segundo um amigo da família que está no Instituto Médico Legal (IML), os corpos do ex-prefeito e do seu filho já foram liberados e estão sendo preparados em uma funerária de Porto onde será realizado o velório.

Já o corpo do soldado Augusto Feitosa aguarda a chegada da família.

Aeronáutica
Peritos da aeronáutica chegam na manhã desta segunda-feira, 10, em Palmas para investigar as causas do acidente. O local será preservado, os indícios de vestígios serão mantidos, bem como os destroços da aeronave em sua posição original.

Primeiro acidente
Há quatro anos, o ex-prefeito sofreu um acidente aéreo no Jalapão nesta mesma aeronave que, na época, foi reformada.

Perfil
Cleyton Maia foi eleito prefeito de Ponte Alta do Tocantins em 2004 e reeleito em 2008. Em 2012 renunciou ao mandato para disputar a Prefeitura de Porto Nacional, pelo PMDB. Ele perdeu para Otoniel Andrade (PSDB). Nas eleições deste ano, Cleyton deveria disputar uma vaga na Assembleia Legislativa pelo PR.
Leia por assunto: