cdl novo

Dois ônibus são incendiados na Capital; Comando Vermelho assume os ataques

Segundo informações extraoficiais, um dos motoristas teria recebido uma carta onde diz que a ação é em decorrência da insatisfação dos presos

RAIMUNDA CARVALHO, DA REDAÇÃO 01 de Mar de 2015 - 14h26, atualizado às 19h30
Compartilhe
Da Redação

Mais um ônibus da Expresso Miracema foi incendiado, na Capital. Desta vez a ação criminosa ocorreu nesse sábado, 28, às 22h30, no Aureny IV. O primeiro ataque foi na sexta-feira, 27, por volta de meia-noite, na Quadra 407 Norte. Os bandidos tentaram pôr fogo em um terceiro, mas, apesar dos tiros para conter o transporte, o motorista continuou a viagem.

De acordo com testemunhas, na sexta-feira, um homem teria dado sinal de parada, entrou no coletivo, avisou que não se tratava de um assalto, sacou um revólver e ordenou que todos os passageiros deixassem o veículo.

Conforme os relatos, após o motorista e os passageiros abandonarem o ônibus, três homens encapuzados entraram, jogaram gasolina e atearam fogo.

Segundo informações extraoficiais, um dos motoristas teria recebido uma carta assinada pelo grupo identificado como membro do Comando Vermelho (CV).

A suposta carta diz que os ataques são em decorrência da insatisfação dos presos com a superlotação das unidades prisionais e a interrupção da visitas da família dos detentos após a Polícia Civil (PC) deflagrar greve na quarta-feira, 25.

A correspondência também ameaça ao governo do Estado e afirma que além de ônibus, unidades prisionais, delegacias e viaturas poderiam ser vítimas da ação criminosa.

Os quatro bandidos fugiram e até o momento ninguém foi identificado.

Comentários

Redação: Palmas, Tocantins, Brasil, +55 (63) 9 9219.5340, +55 (63) 9 9216.9026, [email protected]
2005 - 2017 © Cleber Toledo • Política com credibilidade
ArtemSite Agência Digital