cdl novo

Prefeitura de Porto Nacional interdita praia e multa empresa por vazamento de esgoto

BRK Ambiental foi penalizada no valor de R$ 150 mil

RAIMUNDA COSTA, DA REDAÇÃO 05 de Jan de 2018 - 14h35, atualizado às 16h35
Compartilhe
Foto: Ascom Prefeitura de Porto Nacional
Secretaria de Planejamento, Regulação, Habitação e Meio Ambiente recomenda a não realização de atividades esportivas nas áreas 

A Prefeitura de Porto Nacional interditou por tempo indeterminado as áreas de praia compreendidas da delimitação de uma Estação Elevatória de Esgoto, no antigo kartódromo, à Ilha de Porto Real e arredores. A Secretaria de Planejamento, Regulação, Habitação e Meio Ambiente recomenda ainda a não realização de atividades esportivas no local interditado.

“Notificamos a empresa responsável pelo extravasamento de esgoto, que ocasionou a possível contaminação, para a realização do monitoramento da qualidade da água para assegurar a sua balneabilidade”, explica a secretária Flávia Hallum.

De acordo com a secretária, o lançamento acidental de resíduos de esgoto sanitário sem tratamento, que extravasou da Estação Elevatória de Esgoto e atingiu as águas dessa região, foi o motivo que levou o município a interdição das praias e multa à BRK Ambiental no valor de R$ 150 mil. (Com informações da ascom Prefeitura de Porto Nacional) 

Medidas imediatas
Por meio de nota, a BRK Ambiental, informa “que a partir da identificação do extravasamento foram tomadas medidas imediatas, como o isolamento da área, a contensão do efluente com uso de caminhões limpa fossa, a limpeza do espaço afetado e a comunicação aos órgãos competentes”

A nota ressalta ainda que “não há como atestar qualquer contaminação da água ou solo antes da realização de análises em laboratório por ao menos cinco dias. Qualquer informação de balneabilidade imprópria é precoce e gera receio e transtornos a moradores e comerciantes da região”

Leia a íntegra da nota
“A BRK Ambiental informa que a partir da identificação do extravasamento foram tomadas medidas imediatas, como o isolamento da área, a contensão do efluente com uso de caminhões limpa fossa, a limpeza do espaço afetado e a comunicação aos órgãos competentes. A empresa entende a interdição da Praia Ilha Real como positiva, em caráter preventivo, mas não há como atestar qualquer contaminação da água ou solo antes da realização de análises em laboratório por ao menos cinco dias. Qualquer informação de balneabilidade imprópria é precoce e gera receio e transtornos a moradores e comerciantes da região"

A BRK informa também que extravasamentos de esgoto são causados em sua grande maioria por entupimentos nas redes, fruto do lançamento de lixo, e pelo direcionamento indevido das águas pluviais. Assim, a concessionária orienta a população a não descartar alimentos, produtos de higiene e qualquer outro resíduo nas redes, e a não direcionar a água de chuva para a rede coletora de esgoto”
----------------------------
Atualizada às 16h21

Comentários

Redação: Palmas, Tocantins, Brasil, +55 (63) 9 9219.5340, +55 (63) 9 9216.9026, [email protected]
2005 - 2018 © Cleber Toledo • Política com credibilidade
ArtemSite Agência Digital