18/02/13 08h45 20/02/13 10h48

Professor é assassinado em Colinas; acusado confessa o crime e está preso no Presídio Barra da Grota

Ismênio também revelou que após o crime, ocultou o corpo na rodovia Transcolinas
Raimunda Carvalho
Da Redação

Foto: Porto Norte
 Paulo era filho da ex-prefeita e vereadora de Colinas Raimunda Almeida de Sousa
A Polícia Civil, por intermédio da Delegacia Regional de Colinas, prendeu neste domingo, 17, o pintor de serigrafia Ismênio Brito Pereira, 22 anos. Ele é acusado de assassinar o professor de Educação Física Paulo Ricardo Almeida de Sousa, 30 anos.

O professor que estava desaparecido desde a madrugada de sábado, 16, e que foi visto pela última vez em um posto de gasolina com Ismênio, era filho da ex-vice-prefeita e vereadora de Colinas Raimunda Almeida de Sousa.

Segundo o delegado que está à frente do caso, Vinicius Mendes de Oliveira, em depoimento o acusado teria dito que o professor o acariciou e sugeriu manter relações sexuais.

Ainda em depoimento, Ismênio afirmou que se soltou do professor, pegou o revólver calibre 22 e disparou um tiro na cabeça. O crime aconteceu no quarto do pai do acusado.

Ismênio também revelou que após o crime, ocultou o corpo de Paulo na rodovia Transcolinas, a aproximadamente 15 quilômetros de Colinas.

Após a confissão, a Polícia Civil foi até a residência do pai de Ismênio, onde encontrou o automóvel modelo Gol G5, o boné e o aparelho celular da vítima. Também foi apreendido o revólver usado na ação criminosa, uma espingarda calibre 32 e munições.

Diante das provas de que Ismênio assassinou o professor por motivo fútil, ele irá responder pelos de homicídio qualificado, cuja pena pode ser 12 a 30 de prisão; posse ilegal de arma, que varia de 1 a 4 anos e ocultação de cadáver, com pena de 1 a 3 anos de reclusão. 

Ismênio foi encaminhado a Unidade de tratamento Penal Barra da Grota em Araguaína, onde permanecerá a disposição do poder judiciário.

Segundo caso
Este é o segundo caso em Colinas e menos de 2 meses. O professor Raimundo Coelho Pimentel, 40 anos, e que morava em Palmas, também desapareceu na cidade de Colinas, e o corpo foi localizado dias após também na rodovia Transcolinas e os acusados foram presos.

Prefeitura de Colinas
Em nota, a Prefeitura de Colinas informa que, em razão do falecimento do Professor Paulo Ricardo Almeida, será ponto facultativo na administração municipal no período matutino desta segunda-feira, 18, e o prefeito José Santana Neto decreta luto oficial de dois dias.

Confira a integra da nota

Nota
A Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Colinas do Tocantins informa que no período matutino desta segunda-feira, dia 18 de fevereiro, será ponto facultativo na administração municipal. Será decretado luto oficial por dois dias, em razão do falecimento do professor Paulo Ricardo Almeida, filho da vereadora professora Raimundinha Almeida, ocorrido na madrugada de sábado.

O prefeito José Santana Neto lamenta a morte deste jovem professor que comoveu a todos de Colinas do Tocantins. “Um momento que nos causa dor e sofrimento, principalmente para a família e os amigos. Pedimos a Deus que conforte o coração da Professora Raimundinha e todos da família, pois é uma perda irreparável”, destacou Santana.”

Assembleia Legislativa
O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins, Sandoval Cardoso, em nota, também lamentou a morte do professor de Educação Física, Paulo Ricardo Almeida de Sousa. Colinas é também terra natal do presidente da AL.

Leia a íntegra da nota

“Nota de pesar
É com pesar que o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Sandoval Cardoso (PSD), e os demais parlamentares, lamentam a morte do professor de Educação Física, Paulo Ricardo Almeida de Sousa, filho da vereadora colinense Raimundinha Almeida, e estendem aos seus familiares mensagens e orações de consolo e apoio neste momento difícil.

Sandoval Cardoso, presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins.”