Em Brasília

Carlesse participa de reunião com Temer e discute TV e rádio Assembleia

Foto: Presidência da República/Divulgação
Carlesse (à esq.) e os deptuados Olyntho Neto e Cleiton Cardoso com o presidente Michel Temer

O presidente da Assembleia Legislativa do Tocantins, Mauro Carlesse (PHS), participou nessa quinta-feira, 16, de reunião em Brasília com o presidente Michel Temer (PMDB). Na encontro, segundo a AL, foram tratados temas como o Pacto Federativo e questões ambientais.

Em seu discurso, Temer mostrou-se comprometido a atender da melhor maneira as reivindicações apresentadas pelos deputados presentes à reunião. Para Carlesse, essa aproximação foi muito importante por levar as demandas do Tocantins ao presidente.

“Ele foi muito atencioso, nos ouviu e garantiu que buscará auxiliar nas demandas levadas por nós. Ouvimos também o presidente sobre as questões que envolvem a polêmica Reforma da Previdência e mostramos a nossa preocupação, principalmente em relação aos direitos dos trabalhadores”, afirmou.

Já no período da tarde, Carlesse participou de mais duas reuniões importantes na Capital Federal: uma com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ); outra, com o presidente do Senado Federal, Eunício Oliveira (PMDB-CE).

Em ambas foram debatidas questões referentes às Reformas Política e da Previdência, entre outros assuntos pertinentes a cada Estado participante. “Pedimos aos presidentes uma tramitação mais rápida da PEC 47, que amplia as competências legislativas das assembleias”, completou.

TV e Rádio Assembleia
Carlesse também se reuniu na manhã dessa quinta-feira com o ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab (PSD). Entre as solicitações feitas, destacam-se os pedidos de ampliação da TV Assembleia para as cidades do interior do Estado, bem como a instalação da Rádio Assembleia. “Queremos possibilitar ao cidadão tocantinense o acompanhamento em tempo real, seja pela TV ou rádio, dos trabalhos de nossos parlamentares”, afirmou o presidente do Legislativo tocantinense.

Ficou acordado com o ministro que cada presidente enviará, no prazo de dez dias, sua demanda para a União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale), que encaminhará um documento oficial ao Ministério contendo cada demanda.

Participaram também das reuniões os deputados estaduais Olyntho Neto (PSDB),Cleiton Cardoso (PSL) e Luana Ribeiro (PDT), e o diretor-geral da Assembleia, Sandro Henrique Armando. (Da Ascom)

Comentários
Publicidade
Publicidade