cdl novo

Sisepe repudia "boatos" de "manobras" para se "perpetuar" no poder: "Mentira deslavada"

Chapa vai continuar na disputa em busca da reeleição e avisa que a entidade não pode ficar nas mãos de pessoas "mal-intencionadas" e "descomprometidos"

WENDY ALMEIDA, DA REDAÇÃO 07 de Dec de 2017 - 16h07, atualizado às 16h36
Compartilhe
Em nota à imprensa, a Chapa "Unidos em Defesa do Servidor" que concorre à eleição do Sindicato dos Servidores Públicos do Estado do Tocantins (Sisepe-TO) e é encabeçada pelo atual presidente Cleiton Pinheiro, repudiou e desmentiu boatos espalhados nas redes sociais de que a atual diretoria fez "manobras" para se "perpetuar" no poder.

"Tudo isso é mentira deslavada. Acreditamos que essas atitudes só podem vir de pessoas que não acompanham as atividades desenvolvidas pelo Sindicato e não sabem o que realmente o Sisepe-TO tem feito em defesa do servidor", diz a nota.

A eleição era para ocorrer nesta quinta-feira, 7, mas foi anulada após uma decisão judicial da 2ª Vara do Trabalho de Palmas. De acordo com a sentença, a entidade fez alterações estatutárias nos anos de 2015 e 2016 impondo critérios de elegibilidade e inelegibilidade com efeitos retroativos de forma a “reduzir sensivelmente a participação de outros concorrentes”.

O juiz do trabalho Francisco Rodrigues de Barros, que assina a sentença, determinou à comissão eleitoral a imediata convocação de novo processo eleitoral, nos prazos e moldes constantes no Estatuto Social, afastando-se as regras estabelecidas nos incisos II e XIII do Art. 49, que foram questionados.

Segundo a chapa, um dos inciso do Estatuto Social da entidade anulado pelo juiz, que se refere à participação de pelo menos cinco assembleias gerais para concorrer às eleições, tem o único intuito de proteger o sindicato de pessoas "mal-intencionadas", "que só aparecem em momentos de conveniência própria, enquanto que no dia a dia, nas lutas, nas assembleias gerais essas pessoas estão sempre ausentes".

Para a atual gestão, o Sisepe não pode ser liderado por pessoas "descomprometidas". Ainda mais no atual cenário político. "Um Sindicato do tamanho e da importância do Sisepe não pode ser colocado em mãos que não estejam realmente comprometidas em defender a categoria. Principalmente, em razão do momento que, tanto a nível nacional quanto estadual, temos vivido e no qual os servidores públicos estão sendo duramente atingidos com a retirada de direitos adquiridos", argumentou.

O grupo, que formava chapa única, mencionou ainda que está tranquilo diante da decisão da Justiça do Trabalho de suspender o processo eleitoral e continuará na disputa, para o quarto mandato, porque "acredita no trabalho que vem sendo realizado à frente do Sisepe-TO".

Novo pleito
Em comunicado, a Comissão Eleitoral do Sisepe informou que acatou a decisão judicial e, por isso, a eleição foi cancelada. A comissão convocará outro processo eleitoral nos prazos estabelecidos no Estatuto Social do sindicato e no Regimento Interno do Processo Eleitoral.

Confira a íntegra da nota:

"A Chapa 1, Unidos em Defesa do Servidor, liderada pelo candidato à presidência Cleiton Pinheiro e devidamente registrada no processo eleitoral do SISEPE-TO para o Quadriênio 2018-2022, esclarece que está tranquila diante da decisão da 2ª Vara do Trabalho de Palmas, proferida no último dia 06 e que anulou as eleições que aconteceriam nesta quinta, dia 7.

A Chapa 1 ressalta que, em todas as suas ações sempre prima pela lisura, transparência e pela integridade dos servidores públicos e por isso, jamais poderia deixar de cumprir as orientações da Comissão Eleitoral. Nesse sentido, informamos que estamos no aguardo de tais orientações a respeito das normas e novos prazos do processo eleitoral. A Chapa 1 esclarece que continua na disputa porque acredita veementemente no trabalho que vem sendo realizado à frente do SISEPE-TO e cujas estatísticas de crescimento não mentem.

Um Sindicato do tamanho e da importância do SISEPE-TO não pode ser colocado em mãos que não estejam realmente comprometidas em defender a categoria. Principalmente, em razão do momento que, tanto a nível nacional quanto estadual, temos vivido e no qual os servidores públicos estão sendo duramente atingidos com a retirada de direitos adquiridos.

A Chapa 1 aproveita para repudiar e desmentir as calúnias que estão sendo espalhadas pelas redes sociais por um grupo de pessoas que afirma que a atual diretoria do SISEPE-TO fez manobras para se perpetuar no poder, além de também estar adotando as medidas judiciais cabíveis. Tudo isso é mentira deslavada! Acreditamos que essas atitudes só podem vir de pessoas que não acompanham as atividades desenvolvidas pelo Sindicato e não sabem o que realmente o SISEPE-TO tem feito em defesa do servidor.

Aqui, também gostaríamos de fazer um esclarecimento a respeito do inciso do Estatuto Social, anulado pelo juiz e que se refere à participação nas Assembleias Gerais. A proposta de que, para concorrer às eleições do SISEPE-TO, o candidato tivesse participado de pelo menos 5 assembleias, tem o único intuito de proteger o Sindicato de pessoas mal-intencionadas, que só aparecem em momentos de conveniência própria, enquanto que no dia a dia, nas lutas, nas Assembleias Gerais essas pessoas estão sempre ausentes.

A Chapa 1 acredita que aqueles que realmente querem o bem dos servidores públicos e que querem lutar pela categoria, participam de todas as atividades do Sindicato. Esses acompanham tudo, estão atentos, querem colaborar e ajudar em qualquer circunstância. Quem não se interessa pelo dia a dia do Sindicato, como pode querer administrá-lo? Só por status?

Por fim, esclarecemos que, na composição dos membros para o quadriênio 2018-2022, a Chapa 1 buscou mesclar a experiência e as novas ideias, o trabalho prestado e o protagonismo de novos líderes. Tal medida fez com que novas pessoas fossem incorporadas a nossa Chapa, alcançando assim o equilíbrio necessário para os desafios que o SISEPE-TO enfrentará nos próximos anos. O nosso desejo é continuar trabalhando pela categoria com a mesma postura, independência e integridade, garantindo assim novas conquistas e fortalecendo a entidade. (Assessoria de Comunicação Chapa 1: Unidos em Defesa do Servidor)"

Comentários

Redação: Palmas, Tocantins, Brasil, +55 (63) 9 9219.5340, +55 (63) 9 9216.9026, [email protected]
2005 - 2017 © Cleber Toledo • Política com credibilidade
ArtemSite Agência Digital